Gases de uso doméstico

Os gases petróleo liquefeito (GPL) de uso doméstico, butano e propano, podem ser encontrados em vários locais, com especial destaque para habitações e na restauração, e formatos, normalmente são em cilindros (vulgarmente apelidados de garrafas ou botijas) mas podem ser utilizados reservatórios aéreos ou subterrâneos.

Abastecimento de reservatório aéreo de GPL.

Estes gases, altamente inflamáveis, são incolores e inodoros, sendo que, para identificar fugas de gás, lhes é adicionado uma substância da família dos mercaptanos. Este aditivo, à base de enxofre, tem um odor bastante desagradável que identificamos como “cheiro a gás”.

No domicilio é permitido o armazenamento de quatro unidades (cheias ou vazias) em garrafas, não podendo estas ser guardadas em caves. Se o prédio tiver mais de 28 metros, medidos da cota mais baixa da via de acesso até à cota máxima dos pisos para habitação, é proibido o uso de gás engarrafado, podendo optar-se pelo gás natural.

TIPOS e rotulagem DE GARRAFAS

Cada marca comercializadora de gás aplica personaliza o aspecto das garrafas ao seu gosto, variando a quantidade de produto armazenado, a cor, os materiais e até a forma como inserem o tipo de gás. Esta falta de uniformização complica a sua distinção das garrafas, o que implica um (re)conhecimento dos diferentes tipos de garrafas das diferentes comercializadores.

A rotulagem destas garrafas deve cumprir o previsto para os casos especiais da comunicação de risco do sistema harmonizado (GHS). Ainda assim, tal como no aspecto das garrafas, não existe uma uniformização do formato em que esta comunicação é apresentada ao público.

transporte de gás doméstico

Ambos os gases (butano e propano) partilham o mesmo número ONU (UN 1965) e têm como nome comercial “HIDROCARBONETOS GASOSOS EM MISTURA LIQUEFEITA, N.S.A.” (HYDROCARBON GAS MIXTURE, LIQUEFIED, N.O.S.). Importa salientar que, de acordo com o despacho 7560/2004, em território nacional, a designação de transporte pode ser “UN 1965, BUTANO” ou “UN 1965, PROPANO”.

O transporte de garrafas de gás em viaturas particulares está limitado a duas unidades (cheias ou vazias).

Ao nível do cidadão, a lei prevê que possa transportar na sua viatura até duas garrafas de gás (cheias ou vazias) para consumo e utilização.

BOAS PRÁTICAS

Como já referido anteriormente, um dos objetivos desta plataforma é a difusão de boas práticas para um convívio seguro com as matérias perigosas. No que concerne ao GPL de uso doméstico aconselha-se a leitura da secção dedicada ao gás engarrafado do sítio on-line da DECO e, em caso de sentir “cheiro a gás” adopte as seguintes medidas:

  • Apague imediatamente cigarros e qualquer chama.
  • Verifique se ficou aberta acidentalmente alguma torneira do gás ou se alguma chama-piloto se apagou.
  • Se algum dos seus aparelhos não estiver equipado com dispositivo automático de corte, é provável que exista fuga. Feche a torneira do contador.
  • Não faça lume nem accione interruptores eléctricos — incluindo o da campainha da porta — ou qualquer aparelho cujo manuseamento possa provocar faíscas. Abra as janelas.
  • Dê o alerta telefonando para o serviço de urgência da companhia distribuidora de gás ou para o 112. Se não dispuser de telefone, peça a alguém que faça a chamada por si.
  • Não tente consertar quaisquer aparelhos ou instalações. As reparações só devem ser confiadas a um técnico certificado.
  • Mantenha-se fora do local da ocorrência até que a atmosfera fique renovada e o cheiro tenha desaparecido.
  • Se lhe cheirar a gás na rua, informe imediatamente a companhia distribuidora de gás ou o 112.
Como proceder em caso de suspeitar de fuga de gás.
Validade da mangueira redutor-equipamento

As mangueiras utilizadas como conectores maleáveis, no início ou na parte final da instalação de gás, apresentam uma validade e devem ser substituídas perto do final desta data. Este conector não pode ter mais de 1,5 metros de comprimento.

Inscrições de tubo de gás GALP.

Em Portugal, como em muitos outros países, o uso de gás engarrafado para uso doméstico é bastante usual. Estas garrafas além de serem usadas para confeccionar alimentos e aquecer água, podem ser encontradas (por exemplo) em sistemas de aquecimento. Assim, é importante para o cidadão perceber que existem regras que deve respeitar tanto para o transporte como para o uso de gás desta forma, e o técnico deve estar consciente que estas garrafas podem aparecer nos lugares mais inusitados e a falta de uniformização poderá condicionar um reconhecimento eficaz.

Garrafa de gás guardada/abandonada?

intervir.pt | tome parte.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s