Gases de uso industrial/medicinal

Os gases especiais e industriais são substâncias extremamente versáteis. No entanto, qualquer pessoa que os use, deverá manuseá-los de acordo com os procedimentos de segurança aplicáveis, se possuir os conhecimentos certos no que diz respeito às propriedades dos gases e aos procedimentos de manuseamento em segurança, pode eliminar (virtualmente) os riscos.

Tipos de cilindros

Os cilindros (ou “garrafas”) de armazenamento e transporte de gases podem ser do tipo individual, variando em capacidade de produto armazenado e “fisionomia”, ou do tipo “pack, onde um conjunto de cilindros do mesmo produto funcionam em bateria.

Partes de cilindros

Por norma, um cilindro, divide-se da seguinte forma:

partes
Partes de um cilindro.

PERIGOS DOS CILINDROS

Os cilindros usados para armazenar e transportar gases apresentam vários perigos, dos quais se destacam os seguintes:

“Fisionomia” (Tamanho, forma e peso)

Os cilindros são normalmente pesados e relativamente instáveis devido à relação altura versus diâmetro da base. Existem cilindros a pesar acima dos 100kg (quando cheios) e, por serem altos e “finos”, podem ser facilmente derrubados.

Pressurização

Qualquer libertação superior à pressão atmosférica pode ferir pessoas e causar danos nas imediações. A pressão pode ser libertada por:

  • Abertura acidental da válvula durante transporte ou manuseamento,
  • Abertura propositada da válvula,
  • Danos na válvula por queda ou impacto,
  • Aquecimento do cilindro,
  • Válvula com fuga,
  • Ativação de sistemas de segurança (alivio de pressão),
  • Falha da integridade do cilindro (ex: corrosão).
Produto armazenado

Cada gás armazenado apresenta um perigo diferente, por norma os produtos poderão ser: inflamáveis, oxidantes, inertes ou tóxicos e corrosivos. Deve-se recorrer à ficha de dados de segurança para obter mais informações.

CÓDIGO DE CORES PARA CILINDROS

Para facilitar a distinção dos cilindros pelo produto armazenado, a NP-EN1089-3 regula a cor da ogiva de acordo com os perigos do produto armazenado, e a ISO32 estabelece a cor branca para o corpo de todos os cilindros contendo gases medicinais.

  • Gases industriais: o corpo do cilindro deve ser de cor cinzenta, ou da cor da substância armazenada, mas nunca de cor branca.
  • Gases medicinais: o corpo do cilindro deve ser sempre de cor branca (RAL 9010).
  • Código de Cores:
    • Cores da ogiva (topo do cilindro):
      • Amarelo (RAL 1018): Gases tóxicos e/ou corrosivos,
      • Vermelho (RAL 3000): Gases inflamáveis,
      • Azul claro (RAL 5012): Gases oxidantes,
      • Verde (RAL 6018): Gases inertes.
    • Substâncias especificas:
      • Verde escuro (RAL 6001): Árgon (Ar),
      • Castanho (RAL 8008): Hélio (He),
      • Cinzento (RAL 7037): Dióxido de Carbono (CO2),
      • Preto (RAL 9005): Azoto (N),
      • Branco (RAL 9010): Oxigénio (O2),
      • Vermelho escuro (RAL 3009): Acetileno (C2H2),
      • Azul (RAL 5010): Protóxido de Azoto (N2O).

  • Codificação da cor:
    • Os cilindros que contêm misturas de gases devem apresentar uma marcação de cor representativa dos gases presentes.
div_cor_cilindros
Divisão de cor para cilindros de mistura.

Cilindros concebidos para remoção da substância no estado líquido têm, no seu interior, um “tubo de pesca” (dip tube) que torna essa operação possível. Estes cilindros estão marcados com uma lista ao longo do corpo.

cilindro com dip tube
Cilindro com “dip tube” para uso de substância no estado líquido.

ROTULAGEM DE CILINDROS

A rotulagem de cilindros deve cumprir o previsto para os casos especiais da comunicação de risco do sistema harmonizado (GHS).

Gás Industrial – UN 1066 Azoto comprimido.

BOAS PRÁTICAS

Um dos objetivos desta plataforma é a difusão de boas práticas para um convívio seguro com as matérias perigosas. Assim, aconselha-se uma leitura atenta da secção “conselhos de segurança” e das boas práticas para o armazenamento e transporte dos cilindros no sítio on-line da empresa Linde.


Os cilindros de gases para uso medicinal ou industrial não se encontram apenas em áreas de armazenamento, diariamente convivemos com eles nas nossas estradas e a probabilidade de um acidente rodoviário (ou outro) envolver este tipo de matérias perigosas é real. Assim, é extremamente importante conseguir reconhecer, de uma distância segura, a substância presente e agir de forma segura e eficiente.

intervir.pt | tome parte.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s