Armamento: Divisão de Fogo e Código de Cores

Continuando a explorar o tema das últimas semanas, relacionado os explosivos, desta feita temos a sinalização estritamente militar denominada “divisões de fogo” e o código de cores usado, nos países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN | NATO), para assinalar a composição de munições.

Transporte de bombas.

DIVISÃO DE FOGO

Normalmente encontradas à entrada de estruturas que albergam armamento, as divisões de fogo têm correlação directa com as divisões da classe 1.

Nesta sinalização quanto menor o número inscrito, maior o perigo a que poderá estar exposto. De forma simplista podemos relacionar a divisão 1 com o perigo de explosão em massa, a divisão 2 com o perigo de projecções, a divisão 3 com o perigo agravado de incêndio e a divisão 4 com o perigo moderado de incêndio.

Sinalização para as divisões de fogo.

Para ser possível reconhecer o perigo a uma distância de segurança, as placas sinalizadores, além das formas já descritas, devem ter o fundo cor de laranja reflector, já o número e as margens devem ser pretas.

Divisão de fogoForma do sinalPerigoClasse 1
1octógonoexplosão em massa1.1 e 1.5
2cruzprojecções1.2 e 1.6
3triângulo invertidoincêndio (agravado)1.3
4quadrado apoiado num vérticeincêndio (moderado)1.4

CÓDIGO DE CORES DE ARMAMENTO

No meio militar existe ainda uma sinalização que pode ser (extremamente) útil aquando de um reconhecimento: o código de cores do armamento.

Algumas das cores do código.

O código, utilizado no seio da NATO (outros países/organizações têm o seu próprio código que poderá diferir deste), permite identificar se um míssil é real ou apenas de instrução, por exemplo, algo que será crucial aquando de uma intervenção neste tipo de equipamento.

Nos exemplos acima ilustrados podemos ver, à esquerda, um míssil AIM-9 sidewinder real, com sinalização de presença de propulsor (lista castanha) e ogiva (lista amarela – alto explosivo), na imagem da direita podemos ver o mesmo tipo de armamento com ambas as listas de cor azul, sinal que é de instrução.


Embora seja difícil, não será certamente impossível, um agente de protecção civil encontrar alguma destas sinalizações num teatro de operações. É interessante verificar como no meio militar se criam formas de identificar, a uma distância segura, os perigos dos seus equipamentos.

intervir.pt | tome parte.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s